Relato de caso

O relato de caso refere-se à descrição de um caso clínico raro, interessante ou pitoresco. Nele, os detalhes da apresentação clínica com resultados de exames clínicos e de imagem, das condutas terapêuticas ou de procedimento em detalhes e da evolução são apresentados. Ele deve ser claro, preciso e objetivo na forma de redação e de apresentação acompanhado de imagens diversas. Deve ser redigido sem resumo.

 

a) Seguir as orientações do site: CARE (https://www.care-statement.org)

b) O título e subtítulo devem ser: (Título do relato): Relato de caso

c) É necessário inserir de 3 a 5 descritores em português e keywords em inglês que estejam contidos nos Descritores de Ciências da Saúde – DeCS (https://decs.bvsalud.org) ou no MESH (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/mesh  - (Atenção: não devem ser citados descritores e keywords que não constem nessas URLs).

d) O relato não pode, de nenhuma maneira, ter possibilidade de identificação do paciente. Se tal ocorrer, procedimentos legais poderão ser feitos e dirigidos aos autores do trabalho.

e) Deve ser dividido em: Introdução, incluindo o objetivo na última frase; relato do caso, com todos os dados referidos no caput deste item; discussão, com “take away” (levar para casa uma mensagem para pensar) como última frase mas não redigida conclusão (um caso, somente desperta interrogação e não finalizações sobre o que é melhor); até 5 referências.

f) Deve ser focado em: sintomas, passado clínico, intervenções e seus resultados, dados de exame físico, histórico clínico pessoal e familiar, meios diagnósticos utilizados, tratamento(s) efetuado(s) em detalhes, evolução e prognóstico.

g) Discussão não extensa com a literatura médica citada nas referências (não pode existir referência sem estar citada no texto.

h) Como referido, terminar a discussão com lições primárias “take away - para levar” a partir deste relato e não como conclusão.

i) Sempre procurar ter Consentimento Informado por escrito feito pelo paciente.

Loading...