Síndrome de burnout em professores do ensino superior: uma revisão integrativa

Conteúdo do artigo principal

Rafaela Fernandes Gonçalves
Ronise Martins Santiago Sato
Alexandre Karam Joaquim Mousf
Fernando Issamu Tabushi
Allan Fernando Giovanini
César Monte Serrat Titton
Guilherme Gubert Muller
Vinícius Ferreira Caron
Patricia Carla Zanelatto Gonçalves
Robson Luis Oliveira de Amorim
Gustavo Rassier Isolan

Resumo

Introdução: A síndrome de burnout, caracterizada pelo esgotamento profissional, é fenômeno psicossocial que afeta profissionais de diversas áreas, sendo que professores de ensino superior se encontram no grupo de risco da doença devido às demandas e pressões atribuídas às suas funções.


Objetivo: Relacionar a condição com o exaustivo trabalho desses profissionais abordando aspectos e fatores de risco.


Método: Revisão integrativa na qual a coleta de dados ocorreu entre abril de 2023 a julho de 2023 com levantamento bibliográfico nos bancos de dados BVS e PubMed.


Resultado: Foram selecionados 8 artigos para compor essa revisão.


Conclusão: Compreender a rotina exaustiva dentro de ambientes de ensino superior e a realidade das instituições ajuda entender o motivo que esses profissionais se encaixam no grupo de risco. A implementação de estratégias preventivas e de intervenção é fundamental para promover espaço laboral adequado e reduzir a incidência do burnout nessa classe.

Detalhes do artigo

Seção
Artigo de Revisão

Referências

Carlotto MS, Gonçalves Câmara S. Riscos psicossociais associados à síndrome de burnout em professores universitários. Av Psicol Latinoam. 2017;35(3):447-57. Doi: 10.12804/revistas.urosario.edu.co/apl/a.4036

De Oliveira EB, Gallasch CH, da Silva-Junior PPA, Oliveira AVR, Valério RL,Dias LBS. Estresse ocupacional e burnout em enfermeiros de um serviço de emergência: a organização do trabalho [Occupational stress and burnout in nurses of an emergency service: the organization of work]. Revista Enfermagem UERJ. 2017;25:e28842. Doi: 10.12957/reuerj.2017.28842

Pinheiro JP, Sbicigo JB, Remor E. Associação da empatia e do estresse ocupacional com o burnout em profissionais da atenção primária à saúde. Ciência & Saúde Coletiva. 2020;25:3635-46. Doi: 10.1590/1413-81232020259.30672018

Zhuang C, Hu X, Dill MJ. Do physicians with academic affiliation have lower burnout and higher career-related satisfaction? BMC Med Educ. 2022;22(1):316. Doi: 10.1186/s12909-022-03327-5

de Oliveira HJP, da Silva RA, Vasconcelos SC, Oliveira M de JG da S, Inácio AS, Lima MD da C, et al. Síndrome de burnout em docentes universitários dos cursos de saúde. Rev Salud Publica (Bogota). 2021;23(6):1. Doi: 10.15446/rsap.v23n6.92326

Baptista MN, Cardoso HF. Do Organizational Support and Occupational Stressors Influence Burnout in Teachers? Aval psicol. 2021;20(4):435-444. Doi: 10.15689/ap.2021.2004.21998.05

Jiang L, Tripp TM, Hong PY. College instruction is not so stress free after all: A qualitative and quantitative study of academic entitlement, uncivil behaviors, and instructor strain and burnout. Stress Health. 2017;33(5):578-89. Doi: 10.1002/smi.2742

Marenco-Escuderos AD, Ávila-Toscano JH. Burnout y problemas de salud mental en docentes: diferencias según características demográficas y sociolaborales. Psychol Avan Discipl. 2016;10(1):91-100.

Suda EY, Coelho AT, Bertaci AC, dos Santos BB. Relação entre nível geral de saúde, dor musculoesquelética e síndrome de burnout em professores universitários. Fisioter Pesq. 2011;18:270-274. Doi: 10.1590/S1809-29502011000300012

Chiacra A, Abhijnhan A, Tharyan P. Job stress and satisfaction in faculty of a teaching hospital in south India: A cross-sectional survey. J Postgrad Med. 2019;65(4):201-6. Doi: 10.4103/jpgm.JPGM_489_18

Krueger P, White D, Meaney C, Kwong J, Antao V, Kim F. Predictors of job satisfaction among academic family medicine faculty: findings from a faculty work-life and leadership survey. Can Fam Physician. 2017;63(3):e177-85.

Mendes KDS, Pereira Silveira RC, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto - Enferm. 2008;17(4):77-81. DOI: 10.1590/S0104-07072008000400018

Damásio B, de Melo RLP, Silva JP. Sentido de Vida, Bem-estar psicológico e qualidade de vida em professores escolares. Paideia. 2013;23(54):73-82. Doi: 10.1590/1982-43272354201309

Springer A, Oleska-Marewska K, Basinska-Zych A, Werner I, Bialowas S. Burnout ocupacional e fadiga crônica no trabalho de professores acadêmicos - papel moderador de comportamentos de saúde selecionados. PLoS One. 2023;18(1):28-58. Doi: 10.1371/journal.pone.0280080